Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ups... Já nos 40!

Esta sou Eu... sou Mãe, mas acima de tudo Mulher! E já nos 40...

Ups... Já nos 40!

Esta sou Eu... sou Mãe, mas acima de tudo Mulher! E já nos 40...

E mais um mês a terminar...

E hoje mais um mês termina. Amanhã já estamos no mês 10 do calendário, a pouco mais de 2 meses e meio do Natal e final do ano...

No início do mês escrevi que este seria o mês da mudança, mas ainda não consegui que essa dita mudança acontecesse. Continua a faltar-me a força e a coragem para dar o "dito passo em frente", sem olhar para trás. Deveria ser um pouco mais emocional e não tão racional, pois estou constantemente a pensar no "amanhã", no "e depois, como será?", no "será que vou conseguir?", quando também deveria pensar na "minha felicidade", na "felicidade dos meus filhos", na "paz de espírito, serenidade".

Sei que a vida é feita de fases, umas boas, umas muito boas e outras menos boas (não gosto de dizer más), e que depois de uma fase menos boa virá com toda a certeza uma fase boa e outra(s) ainda melhor(es). Mas não posso ficar à espera que as coisas aconteçam por elas, se nada fizer nada irá acontecer...

Amanhã inicia o meu mês. O mês do meu aniversário. 

Para mim este ano não quero bens materiais, só peço uma coisa: encontrar a serenidade e paz de espírito que há muito me abandonou. Conseguir dar o "dito passo em frente", e voltar a ser feliz...

Porque, e como li algures na net, a vida resolve-se sozinha...

Hoje sinto-me assim...

Confusão.

É a única palavra que me ocorre neste momento. É assim que sinto a minha cabeça, a minha vida, e tudo o que gira em meu redor. Não sei que rumo seguir, apenas sei que quero atingir uma meta: voltar a ser FELIZ!

Mas está difícil. Cada vez mais difícil.

Questiono-me tantas vezes ao dia (e muitas mais durante a noite nos momentos de insónias), para quando a serenidade, a paz de espírito, a calma na minha mente... e até mesmo se conseguirei algum dia voltar a ter isto tudo.

Sinto-me cair, sem força para me erguer re-erguer.

Turbilhão.

É assim que anda a minha mente. Não pára um segundo. Dá voltas e voltas a pensar... vou voltar a ser feliz?

Sei que só eu posso tomar a decisão. Sei que só depende de mim. Mas sinto que não tenho a força necessária para ir em frente com a decisão a tomar.

Hoje sinto-me assim...