Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ups... Já nos 40!

Esta sou Eu... sou Mãe, mas acima de tudo Mulher! E já nos 40...

Ups... Já nos 40!

Esta sou Eu... sou Mãe, mas acima de tudo Mulher! E já nos 40...

Ontem fui à capital...

... e por muito que diga que se conseguisse arranjar emprego para lá que ía, ontem fiquei com a sensação de que seria difícil (não impossível) a adaptação.

Tinha de lá estar às 09.30h, mesmo na zona central (na Rua Marquês da Fronteira, perto do El Corte Inglês). Fui com uma colega e saímos daqui da terrinha às 07.00h, para irmos com tempo e tentar não ficar "empanada" no trânsito.

Pedimos umas dicas a colegas de Lisboa onde deixar o carro (sem ter de pagar, claro!) e tínhamos a rota definida. Mas para variar tivemos de ter peripécias antes de chegar ao destino...

Só quando estávamos a terminar a A8 é que a minha colega se lembra de ligar o GPS para saber por onde tinha de ir... claro que passámos a saída e nada de sair pois ainda estava a tentar pôr o GPS a funcionar. E fomos parar ao centro do stress de entrada em Lisboa - a famosa Calçada de Carriche, passando pela 2ª Circular - com direito a pára-arranca-pára, a buzinadelas...

Mas mesmo com este percalço, lá chegámos onde queríamos e só tínhamos de apanhar o metro para chegarmos ao destino. Claro que mesmo na hora de ponta (8.30/8.40h). Ficámos logo a saber qual a sensação que as sardinhas têm dentro das latas (ahahahah)...

Lá chegámos ao nosso destino, e depois do dever cumprido e de almoçarmos com umas ex-colegas de trabalho ainda deu para dar uma saltada ao El Corte Inglês (só para fazer um xixiznho que eu não sou a minha carteira não é muito fã deste espaço comercial) e depois ao Dolce Vita Tejo (isto depois de voltar a ir no metro até ao carro e sair da capital, mas desta vez já sem percalços no trânsito).

Resumindo, deu para ver que gosto muito de morar na província, onde a fila de trânsito em hora de ponta são pouco mais de meia dúzia de carros à porta da escola da filha, onde estaciono à porta do emprego (quando digo à porta digo mesmo ao ladinho da porta...), onde as pessoas nos transportes públicos falam umas com as outras porque até se conhecem, onde na rua se cumprimentam nem que seja só com um Bom Dia / Boa Tarde...

Da nossa visita a Lisboa

Tinha convidado uma prima minha para irmos até à capital passear. 

E assim, foi. Na quinta-feira, agarrei nos miúdos e lá fomos os 4 direitinhos ao Parque das Nações. Por lá deixámos o carro e rumámos à Gare do Oriente para apanhar o metro em direcção ao Chiado. 

Ia ser a estreia dos miúdos.

Já era quase 12.00h e o calor já se fazia sentir.

O pequenito não cabia de contente, não parava (coisa que nele já é normal, mas naquele momento a excitação era enorme), só perguntava como era o comboio, se íamos andar debaixo da terra. 

A viagem até à Baixa foi um tirinho, e era engraçado olhar para o pequenito com a cara colada na janela a "ver os riscos pretos a passar" (como ele disse).

Dirigimo-nos aos Armazéns do Chiado onde almoçámos no McDonald's, e depois lá partimos em direcção à Rua Augusta e Praça do Comércio.

O calor era muito, mas isso não nos demoveu e lá fomos até à margem do Tejo.

Como o tempo do parque estava quase a terminar (viver numa cidade não muito grande tem algumas vantagens, uma delas é estacionamento gratuito em vários locais), lá regressámos ao Parque das Nações. Mais uma voltinha de metro e uma criança novamente super empolgada.

Lá chegados, demos um passeio à beira Tejo, tirámos fotos junto do Oceanário (ficou prometida uma visita no futuro, só lá estive por altura da Expo), junto da queda de água e jardins.

Como ainda era relativamente cedo, e a minha prima não conhecia, fomos até ao Dolce Vita Tejo (uma ida a Lisboa sem pôr pé num shopping era difícil para a minha miúda), onde aproveitámos para dar um saltinho à Primark (para quando uma aqui para a minha zona?), comer um gelado e beber uma água fresquinha.

Pouco mais das 17.30h regressámos a casa, cansados mas felizes com o passeio, tendo ficado a promessa de voltar mas num dia um pouco menos quente. Poderíamos ter aproveitado um pouco mais mas o calor era muito e já estávamos todos muito cansados.

Uma curiosidade, antes mesmo de chegar à zona de Torres Vedras o sol desapareceu e daí até casa não o encontrámos mais, apenas uma chuva miudinha chata. E o calor e sol que faziam em Lisboa...

Aqui fica um cheirinho do nosso passeio.

PhotoGrid_1472254488765[1].jpg