Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ups... Já nos 40!

Esta sou Eu... sou Mãe, mas acima de tudo Mulher! E já nos 40...

Ups... Já nos 40!

Esta sou Eu... sou Mãe, mas acima de tudo Mulher! E já nos 40...

O aniversário da minha filha

Ontem foi o aniversário da minha filhota. 15 anos. Como está crescida. Tenho orgulho na miúda que é, na mulher que se está a tornar.

15 anos de tantos momentos bons, de tantas cumplicidades (cada vez mais cúmplices, não sei se pela idade e sermos ambas mulheres, mas sinto-a cada vez mais próxima).

O dia foi passado com 2 amigas cá em casa (uma delas tinha ficado a dormir na sexta), fomos almoçar a uma pizzaria que ela(s) adora(m) (e eu também, confesso) e no final do dia houve jantar cá em casa, onde se juntaram os avós. Ao todo éramos 10 à mesa. 

Mas, apesar do dia bem passado com as amigas, eu sinto uma tristeza dentro de mim. Pela primeira vez não lhe dei qualquer presente no aniversário. A situação financeira não é a melhor, é certo, mas andei até ao dia a pensar o que lhe oferecer e não decidi nada. 

A par disto, sou eu própria que ando com o ânimo completamente em baixo (eu sei que os filhos não deveriam ser afectados por isto mas nem sempre é fácil), sem força para nada, o ambiente em casa anda péssimo, e só decidi fazer o jantar em casa depois de muita insistência da minha mãe (e pensando na minha filha).

Sinto-me péssima por não lhe ter dado nada, mas dei-lhe o que me era possível no momento: a minha companhia, o meu amor, a minha atenção.... mas mesmo assim, sabendo que os bens materiais não são o mais importante, e o que lhe dei é bem superior a qualquer presente caro, continuo a sentir-me mal por não lhe ter dado nada... nem uma simples t-shirt da Berska...

6 comentários

Comentar post