Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ups... Já nos 40!

Esta sou Eu... sou Mãe, mas acima de tudo Mulher! E já nos 40...

Ups... Já nos 40!

Esta sou Eu... sou Mãe, mas acima de tudo Mulher! E já nos 40...

Civismo (ou a falta dele)

Já há alguns anos que frequento as piscinas municipais aqui da zona (primeiro com a minha filhota e agora com o mais pequeno), e desde o início que noto a falta de civismo de algumas pessoas na utilização de um bem que é comum e de utilização de e para todos.

Hoje falo da utilização dos balneários.

Há coisas que me fazem uma comichão no nariz que não vos passa na ideia... Todos os anos é a mesma coisa.

O balneário tanto é ocupado por adultas como por crianças e por mães de algumas dessas crianças.

Desde ocuparem os bancos com tudo o que é tralha coisa (desde a mochila da escola, ao saco do lanche, ao saco das compras, ao casaco, ao chapéu de chuva, etc, etc, etc...) e irem para a sua aulinha descansadas da vida - ignorando os avisos para deixarem os pertences nos respectivos cacifos - colocarem as suas tralhas coisas em cima das tralhas coisas das outras pessoas (acontece com demasiada frequência), e o mais gritante de todas, as mães das crianças que estão na aula colocarem toalhas penduradas nas portas dos chuveiros a MARCAREM lugar. Mesmo que uma criança termine a sua aula primeiro que a delas, os chuveiros já estão literalmente OCUPADOS por estas mães Chicas-Espertas (que não têm outro nome).

Depois é a utilização dos chuveiros propriamente dita. As miúdas (nalguns casos já bem crescidinhas) a fazerem uma utilização abusiva da água, a estarem mais de 10 minutos com a água a correr pelas costas e elas todas contentes na conversa, ou é brincadeiras entre miúdas a atirarem água umas às outras...

Confesso, já chamei a atenção a algumas e perguntei-lhes se em casa também usavam assim o chuveiro. Ficaram a olhar para mim...

Outras há as que pensam que o balneário é uma extensão do recreio da escola e andam literalmente a jogar à apanhada e escondidas pelo balneário a dentro... também há o jogo do tiro ao alvo ou do quem arremessa até mais longe a toca ou o fato de banho todo molhado...

Passo-me com estas situações... até porque na sua maioria não são as crianças de menor idade que provocam estes distúrbios, mas sim as pré e propriamente adolescentes.

Acho que não é muito difícil usar um bem comum como se de nosso se tratasse...

Tenho dito!

Pronto... desabafei...

2 comentários

Comentar post